Nossa inspiração de vida vinda das Olimpíadas!

Sempre amei os Jogos Olímpicos… Sempre gostei de acompanhar, torcendo e vendo o que o ser humano é capaz de fazer com o próprio corpo!

Confesso que, só hoje em dia, penso que eu poderia ter sido uma atleta dedicada, mas na infância, apesar do incentivo da minha mãe para praticar esportes, nunca houve um pensamento da profissionalização. O esporte para mim sempre foi uma diversão!

E na verdade é assim que deve ser e, com certeza, é como estes atletas também encararam o esporte no passado, e até hoje.

Imagine se o Ítalo Ferreira não se divertisse ao usar uma tampa de isopor como prancha, ou se a Rayssa não fosse uma criança feliz em cima de um pequeno skate em suas asinhas de fada? Sim, sempre foi por diversão!!

Claro que o talento nato dessas pessoas é um diferencial, mas os pais conseguirem enxergar isso como potência, incentivar e apoiar é determinante… A construção da disciplina para focar no resultado vem dessa soma do talento com o incentivo! Tudo isso junto dá uma explosão de competência e eficiência para entregar o melhor sempre. A conta é simples:

Talento + incentivo + esforço = sucesso.

Em um país que não incentiva o esporte, que não o vê como um benefício à sociedade, que não percebe o poder do esporte na saúde física, mas também mental e social, fica ainda mais evidente como os atletas brasileiros são puro esforço e dedicação!

Mas os Jogos Olímpicos vão além de enxergar nossos problemas sociais, é perceber a potência do corpo humano e a vontade de vencer. Diga-se o Tunisiano medalha de ouro na Natação com apenas 18 anos, chegando ao Japão sem pretensão nem de final, como 17º colocado no ranking e arrancando o ouro de Estados Unidos, Romênia, Austrália e Inglaterra. Quem vai dizer que ele não representa o desejo, a vontade e a fé? Sim, acreditar que você pode também faz parte da conta!! Ele colocou tudo que tinha naquela prova, deu tudo de si, acreditou que poderia e saiu como o melhor!

Mas voltando à inspiração para a nossa vida, o que podemos trazer da história destes atletas? Eu digo que, com toda certeza, é uma aula!

Primeiro: Conexão com o futuro! O ciclo olímpico é de 4 anos. Ou seja, o atleta TREINA por 4 anos por aqueles poucos minutos na Olimpíada. Se ele achasse que “4 anos está longe demais, quando chegar lá eu penso o que vou fazer, deixa pra depois”… Ele nem chegaria à Vila Olímpica! Saber onde você quer chegar, é o primeiro passo!

Segundo: Não existe sucesso sem abrir mão de recompensas imediatas! Todas as pessoas que têm sucesso tiveram que abrir mão de muitas coisas na vida. Infelizmente não existe ‘almoço grátis’. Os atletas tiveram que se dedicar incansavelmente para chegar ao topo. Você acha que eles se rendiam a festas, bebidas, lanches em época de treinos intensos?? Não que isso seja proibido, mas com certeza, são infinitamente menores do que os esportistas que não chegam ao topo! Entender que o caminho para o sucesso exige perdas faz você ficar mais leve e preparado para o processo! Ninguém pode ter tudo!

Terceiro: Foco! Ter foco onde quer estar também faz parte para o sucesso. Você precisa escolher um objetivo e seguir incansavelmente até conseguir! Se você vai conseguir ou não, são outros 500, mas saber que você fez tudo o que podia e que deu o seu melhor, já é uma vitória!

Quarto: Escolher o caminho para chegar onde você quer! Depois que você tiver traçado seu objetivo, é preciso escolher o caminho a trilhar… Na maioria das vezes, esse não será o caminho mais fácil e confortável, mas com certeza, todos os desafios encarados durante o trajeto te farão mais forte para chegar ao topo! Imagine-se em uma montanha, pronta para atingir o cume… Quando você cansar, achar que está muito duro, você pode parar no meio, desistir e voltar para casa com a sensação de fracasso. Ou pode escolher descansar, se esforçar mais e mais, para ter a recompensa da vista mais linda do mundo! A escolha sempre será sua, mas lembre-se do sentimento que quer ter no final da sua jornada! Aprenda a descansar e não a desistir.

Quinto: Gratidão! Ser grata é fundamental!!! Saber de onde você veio, quem esteve e está ao seu lado, lembrar-se da sua história e agradecer por cada momento de vida, te fortalecem! Ninguém tem sucesso sozinho e se não fosse a sua história, você não teria se tornado quem é hoje. Agradeça primeiro os seus pais, mas agradeça também seus problemas e alegrias, os tombos e superações… São eles que te trouxeram até aqui!

Todos estes ensinamentos servem para todas as áreas da vida. Seja na saúde, no trabalho e até mesmo nos relacionamentos. Lembre-se que nada acontece por acaso. Tudo é resultado das suas escolhas e ações. Tudo é construção!!

O que você escolhe hoje?

Nossa vida é mesmo um filme de comédia romântica?

Esta semana terminei de assistir mais uma série e, diferente das outras, escolhi assistir uma comédia romântica bobinha para desanuviar. Mas como sempre, a mente ficou flutuando sobre a vida e algumas fichas caíram até mesmo nesse momento de lazer…

Este tipo de série ou filme, sempre (ou quase sempre) acaba em final feliz e aí que vieram as fichas! Claro que, tomadas as devidas proporções, principalmente de tempo, nossa vida é como um filme de comédia romântica, com um toque de drama intelectual e terror, mas no fim, tudo acaba em final feliz.

Lembra quando estava na escola e sonhava em ter uma família linda de propaganda de margarina? Pois eu lembro… E minha vida passou bem longe disso (pelo menos por enquanto), mas não posso me queixar. Hoje olho para trás, percebo quantas coisas eu vivi e tenho certeza que estou no lugar certo, na hora certa. Nada na vida é um problema infinito… Mas claro, que é preciso mudar o olhar para enxergar além das dores.

Quando temos vontade de crescer e evoluir, passamos a encontrar oportunidades nas adversidades, fazemos dos problemas aprendizados adquiridos e das dores impulsos para crescer. Simplesmente, mudando o foco.

Sabe a história do copo meio cheio? É isso!! Olhar com outro viés faz uma luz se acender na nossa cabeça, como aquelas lâmpadas de desenho animado.

Não estou dizendo que é fácil, mas é possível!!

Se colocarmos tudo isso em termos práticos sobre ‘dieta’ (não gosto de usar esse termo porque acho que está banalizado, mas vamos lá!), podemos enxergá-la como um sacrifício, em que temos que abrir mão de tudo que nos traz prazer. Mas quando mudamos o viés, a ‘dieta’ é o caminho para o corpo que desejamos, para a longevidade, para a disposição, para a energia, para a vitalidade, etc…

Entende como fica mais leve? É como olhar o copo meio cheio, em meio a muitos contratempos.

Saber que esse período de ‘sacrifícios’ é uma fase e que ao final do processo estará onde quer estar é o que faz valer a pena.

Quantas vezes você passou por algo ruim que achou que fosse durar para sempre? Quantos momentos aguentou, esperando por um bom resultado? Quantos trabalhos fez até tarde, para ser reconhecido?

Não há bônus sem ônus pessoal! Mas quando temos um objetivo forte e nos conectamos com ele, fica muito mais fácil ter um foco e a disciplina tão almejada.

O segredo é abrir mão de recompensas imediatas, esperando as recompensas futuras, curtir a jornada e saber que deu o seu melhor para ser quem você quer ser! Saber que lá na frente tem uma vida linda e que tudo vai dar certo, é o segredo para passar pelos momentos mais desafiadores da vida.

Acredite em você e siga, haja o que houver!